Sobre nós

  • Mercedes R. Dutra - Advogada.

    Recebi o diagnóstico de endometriose grau IV no ano de 2004, desde lá, submeti-me a todos os tratamentos medicamentosos (lupron, zoladex, DIU Mirena), porém não tive qualquer êxito.
    Em 2009 fui submetida a videolaparoscopia diagnóstica, ...
    Recebi o diagnóstico de endometriose grau IV no ano de 2004, desde lá, submeti-me a todos os tratamentos medicamentosos (lupron, zoladex, DIU Mirena), porém não tive qualquer êxito.
    Em 2009 fui submetida a videolaparoscopia diagnóstica, que confirmou o grau da endo, foram encontradas aderências por toda cavidade pélvica, implantes e endometriomas nos ovários, comprometimento da bexiga e o pior do intestino. Como a video foi realizada no interior de Rondônia, recebi orientação para procurar centro de referência médica, para operar com equipe multidisciplinar.
    Com cólicas severas, sangramento vaginal irregular, dor na região lombar, dor ao urinar , ao evacuar e nas relações sexuais, sem contar a pior das dores, a da infertilidade, com CA 125 de 559 e tomando remédios como dimorfi.
    Resolvi ir para a Cidade de São Paulo, onde, após ter lido no site da endoamigas de São Paulo sobre o Dr. Edvaldo Cavalcante.
    Tive a oportunidade de conhecer já na véspera da cirurgia com outro médico, uma moça chamada Marta, que operou com o Dr. Edvaldo, o que para mim foi decisivo; ouvi no depoimento pessoal e direto, tudo que eu sonhava para minha cirurgia: preservação dos órgão reprodutivos e o controle da recorrência da doença.
    Em 14 de abril de 2011, véspera do meu aniversário de 37 anos, eu, meu esposo e família recebemos o mair dos presentes, propiciado pelo Dr. Edvaldo e equipe, dormir e acordar sem sentir nenhuma dor, sem ter que tomar nenhum remédio; minha cirurgia foi super complexa, a endometriose havia alterado toda a anatomia pélvica, além disso foi encontrado um quadro infeccioso, o que resultou na retirada de 20 cm do intestino.
    Hoje, passado três meses da cirurgia, completamente livre dos sintomas da endo, CA 125 normalizado 30,2, agradeço a Deus por ter me levado ao Dr. Edvaldo, médico humano, atencioso e experiente que transmite confiança e esperança, aliada a sua capacidade ímpar. Muito obrigado.
    fechar!
  • Lilian de Freitas, 33 anos. Advogada e Professora

    Em outubro de 2008 fui diagnosticada com cistos de endometriose no ovário esquerdo. Fiquei muito apreensiva, pois os cistos eram muito grandes, eu sentia muita dor e não senti muita segurança na profissional que me atendeu.
    Um amigo médico me indico ...
    Em outubro de 2008 fui diagnosticada com cistos de endometriose no ovário esquerdo. Fiquei muito apreensiva, pois os cistos eram muito grandes, eu sentia muita dor e não senti muita segurança na profissional que me atendeu.
    Um amigo médico me indicou o Dr. Edvaldo que confirmou o diagnóstico, mas me passou tranquilidade e segurança.
    Em fevereiro de 2009 me submeti a uma laparoscopia, realizada pelo Dr. Edvaldo e sua equipe, para a retirada dos cistos que estavam com mais de 10 cm. O tratamento foi um sucesso não só pelo zelo, diligência e profissionalismo do Dr. Edvaldo, como também pela forma como ele abordou o tema, me fornecendo todas as explicações para as minha dúvidas e a medicação adequada ao tratamento.
    Hoje não tenho mais cistos no ovário e nem sinto as dores que sentia. 
    Agradeço ao Dr. Edvaldo e sua equipe por todo o carinho e cuidado que tiveram comigo antes e depois da minha cirurgia. Recomendo o Dr. Edvaldo para as mulheres que estejam passando pelo mesmo problema que passei.
    fechar!
  • Rosana C. Virgílio Portela

    Gostaria de deixar registrado a minha satisfação do atendimento e atenção que tive no momento muito difícil que passei, pois nesse momento o que mais precisamos é de carinho e presteza. Tive total apoio e sempre que precisei ligar para o Dr. Edvaldo, ...
    Gostaria de deixar registrado a minha satisfação do atendimento e atenção que tive no momento muito difícil que passei, pois nesse momento o que mais precisamos é de carinho e presteza. Tive total apoio e sempre que precisei ligar para o Dr. Edvaldo, esse estava pronto para me atender. Na cirurgia também fui muito feliz, não senti dores nenhuma. 
    Enfim, Dr. Edvaldo terá como sua paciente.
    fechar!
  • Glaucia Aparecida de Moraes, 34 anos.

    Passei em consulta com o Dr. Edvaldo Cavalcante com diagnóstico de  endometriose profunda.

    Levei um batalhão de exames, ficamos duas horas entre perguntas, avaliações, orientações. Eu e meu marido nos tranqüilizamos pela seguran&cc ...

    Passei em consulta com o Dr. Edvaldo Cavalcante com diagnóstico de  endometriose profunda.

    Levei um batalhão de exames, ficamos duas horas entre perguntas, avaliações, orientações. Eu e meu marido nos tranqüilizamos pela segurança de que a cirurgia preservaria meus órgãos uma vez que não tenho filhos ainda.

    Estou casada há um ano e nossos planos era ter filhos daqui uns dois anos no máximo. Começamos os preparativos da cirurgia até finalmente sair à autorização (outra batalha vencida). Tudo correu na mais perfeita ordem. A cirurgia ocorreu no dia 19/10/2010 e foi um sucesso.

    Segui corretamente as orientações do Dr. Edvaldo e comecei 2011, sem crises, sem cólicas, sem dores! Uma vitória!  Como uma boa taurina, gosto de tudo muito organizado.

    As surpresas às vezes mudam os nossos planos. No meu caso não bastou uma opinião, mesmo diante de um momento crítico busquei o médico que realmente me assegurasse o melhor tratamento, a alternativa que de fato fosse indicada para mim.

    Cada caso é um caso. Estava em pânico, afinal nunca tinha passado por uma cirurgia antes. Mas fiquei confiante e isto de fato resolveu meu problema. A laparoscopia não foi nenhum bicho de sete cabeças como normalmente imaginamos e tive a sorte grande de contar com um médico e uma equipe como aqueles médicos de infância.

    Sabe aqueles médicos de família?! Nos tempos modernos é difícil de encontrar, mas eles existem!

    O Dr. Edvaldo não deixou de atender a uma ligação do meu marido e durante o pós-operatório ligava para saber como estava a minha recuperação. Ficamos impressionados com a atitude de um médico no cumprimento de sua função.

    Por tudo isto, o elegemos como nosso médico e agora com o problema resolvido através de uma cirurgia relativamente “simples”, em breve planejaremos o nosso bebê.

    fechar!
  • Dr. Leandro - Médico Neurocirurgião

    Em dezembro de 2010 minha esposa foi submetida à cirurgia para tratamento de endometriose severa.
    Foram realizados os seguintes procedimentos: ooforoplastia esquerda, salpingerctomia esquerda e abertura da bexiga (todo o fundo com exerese de nódulo anterior). Tiv ...
    Em dezembro de 2010 minha esposa foi submetida à cirurgia para tratamento de endometriose severa.
    Foram realizados os seguintes procedimentos: ooforoplastia esquerda, salpingerctomia esquerda e abertura da bexiga (todo o fundo com exerese de nódulo anterior). Tive a  oportunidade de  acompanhar todo o procedimento cirúrgico.
    O Dr. Edvaldo e sua equipe mostraram ser atenciosos e excelentes profissionais, pude notar o tratamento e o carinho que eles tem com os pacientes.
    Os procedimentos realizados foram feitos com excelente técnica e destreza. Com certeza, o  Dr.Edvaldo e sua equipe são bem treinados e uns dos melhores em sua área.
    A minha esposa tinha dores diariamente, hoje esta dor não existe mais, eles deram uma nova condição de vida á ela.
    Hoje só tenho agradecer a esta equipe fantástica.
    fechar!
  • Mariana Silveira - Administradora - 31 anos

    Conheci o Dr. Edvaldo Cavalcante num momento muito delicado de minha vida. Por volta da 6ª semana de uma gestação muito sonhada descobri que meu feto não apresentava batimentos cardíacos embora eu não estivesse em um processo de abortamento natural.&nb ...
    Conheci o Dr. Edvaldo Cavalcante num momento muito delicado de minha vida. Por volta da 6ª semana de uma gestação muito sonhada descobri que meu feto não apresentava batimentos cardíacos embora eu não estivesse em um processo de abortamento natural. 
    No meio desta situação difícil não tive nenhum apoio de minha ginecologista que me deixou à sorte do atendimento emergencial de um hospital da cidade. Perdida e fragilizada eu e meu marido passamos a procurar um novo médico que nos orientasse sobre os melhores procedimentos a serem tomados em meu caso.
    Amigos médicos nos indicaram o Dr. Edvaldo. Ele nos passou muita calma e assertividade desde a primeira consulta. Concluímos que seria necessário realizar um procedimento chamado aspiração e que dentro de mais alguns meses poderíamos voltar a tentar engravidar.
    Tudo correu bem e ele nos ajudou a controlar a ansiedade típica de um casal que deseja muito a chegada do primeiro filho. Em poucos meses era anunciada a chegada da Giovanna! O Dr. Edvaldo acompanhou todo o pré-natal agüentando algumas chamadas pelo celular para esclarecer dúvidas tanto minhas como de meu esposo.
    Minha pequena nasceu com 37 semanas. A equipe estava pronta poucas horas depois de chegarmos à maternidade e o parto normal foi tranqüilo. Do puerpério à volta às minhas atividades regulares o Dr. Edivaldo me acompanhou com a mesma calma e segurança esclarecendo meus milhões de dúvidas. Minha filha fará 1 ano em dois meses e planejamos um irmãozinho em breve.
    Eu sou grata ao Dr. Edvaldo por ser o tipo de profissional que vai além dos limites de sua função. Ele sabe dosar seu conhecimento técnico ao seu lado humano e dar total atenção aos seus pacientes.
    fechar!
  • Lidia Gomez Montsech - 51 anos - Secretária

    Dr. Edvaldo me salvou em 1997, de duas cirurgias que não eram necessárias, e salvou também a minha mãe em 2010 com um acompanhamento de urgência de um provável câncer.
    Quando o procurei há quatorze anos atrás para ob ...
    Dr. Edvaldo me salvou em 1997, de duas cirurgias que não eram necessárias, e salvou também a minha mãe em 2010 com um acompanhamento de urgência de um provável câncer.
    Quando o procurei há quatorze anos atrás para obter a opinião de um terceiro médico, pois já tinha diagnóstico de dois outros para duas cirurgias, um cisto dermóide e uma fístula, Dr. Edvaldo com sua competência e honestidade acompanhou o caso, solicitou outros exames e reverteu toda a situação.
    O tal cisto não era dernóide, portanto, sumiu e a fístula nada mais era que uma marca de laqueadura.
    Graças a ele também, coloquei um implante hormonal, pois minha menstruação causava sangramentos extras, o que ocasionava muito mal estar, e com esse tratamento minha qualidade de vida mudou para melhor.
    Ano passado numa consulta de rotina mostrei alguns exames de minha mãe para ele, ficou bastante preocupado pediu exames urgentes e quis consultá-la mais rápido possível.
    Felizmente as suspeitas de um câncer foram afastadas, porém com acompanhamento rigoroso, tudo acabou bem.
    Sou e serei eternamente grata a esse médico excepcional, pois de fato atua com profissionalismo, sensibilidade, competência e honestidade.
    fechar!
  • Viviane M. Cavalieri - Fisioterapeuta

    Estava tentando engravidar há 1 ano quando descobri que estava com a trompa esquerda obstruída. Fui encaminhada ao Dr. Edvaldo para fazer uma videolaparoscopia devido diagnóstico de endometriose profunda. 
    Tinha várias dúvidas e medos: c ...
    Estava tentando engravidar há 1 ano quando descobri que estava com a trompa esquerda obstruída. Fui encaminhada ao Dr. Edvaldo para fazer uma videolaparoscopia devido diagnóstico de endometriose profunda. 
    Tinha várias dúvidas e medos: como seria a cirurgia, sentiria dor, poderia engravidar normalmente, sobre a anestesia... 
    Mas, com toda a paciência, o Dr.Edvaldo sanou todas elas e me passou bastante segurança. 
    A cirurgia ocorreu dia 11/12/10 e quando acordei algo extraordinário havia acontecido: as dores que eu sentia diaria e constantemente haviam desaparecido! 
    Dei bastante trabalho ao Dr. Edvaldo: foram 5 horas e meia de cirurgia, pois havia um cisto de 8 cm no ovário E, 2 nódulos na bexiga e a retirada da trompa E. 
    Quando soube que realmente tive que retirar a trompa E ( Dr.Edvaldo já havia me falado dessa possibilidade), pensei logo na dificuldade para engravidar. Mas, como sempre, o Dr. Edvaldo me esclareceu e me tranquilizou , dizendo q ue eu poderia engravidar naturalmente, sem a necessidade de fertilização. 
    Minha primeira menstruação após a cirurgia aconteceu dia 06/01/11. Estava esperando o próximo ciclo para 1 mês depois. Após 10 dias de atraso, resolvi fazer o teste de gravidez e, surpresa: estava grávida! 
    Quando vi o resultado,nem acreditei, pois não esperava que fosse tão rápido!
    fechar!
  • Nilton Rospi, 54 anos, Engenheiro.

    Envio esse em nome de minha mãe, Dna. Waldete Marques Rospi, 76 anos. Procuramos o Dr. Edvaldo para um tratamento de pólipos. No entanto, já fazia muito tempo que ela sofria com as consequencias de uma incontinência urinária, apesar de ter tentado diversos m ...
    Envio esse em nome de minha mãe, Dna. Waldete Marques Rospi, 76 anos. Procuramos o Dr. Edvaldo para um tratamento de pólipos. No entanto, já fazia muito tempo que ela sofria com as consequencias de uma incontinência urinária, apesar de ter tentado diversos medicamentos, sem resultado e com perda da qualidade de vida, pois ela não segurava a urina.
    O Dr. Edvaldo sugeriu uma cirurgia conjunta para o pólipo, e para a correção da postura da bexiga. Naquele momento, eu e minha mãe ficamos bastante apreensivos com a hipótese de realizar uma cirurgia, pois achavamos que talvez as dificuldades dessa cirurgia não compensariam os resultados. 
    O Dr. Edvaldo e sua equipe foram bastante profissionais, e nos tranquilizaram, de forma que adquirimos total confiança no seu trabalho. 
    A cirurgia foi realizada e o sucesso foi total. Ela saiu do hospital andando, curada do pólipo, e curada do problema da incontinência urinária. Sem esse problema, ela voltou a ter uma vida normal, sem mais se preocupar com fraldas ou qualquer outro paliativo para o problema que tinha.
    Hoje, retomou suas viagens, passeios e atividades as quais havia muito tempo tinha deixado de fazer. Também tornou-se paciente do Dr. Edvaldo, para as consultas e exames de rotina. Temos muito que agradecer ao Dr. Edvaldo e a sua equipe, profissionais preciosos e dedicados, aos quais desejamos sucesso, saúde e progresso.
    fechar!
  • Silvana C. Pereira - professora.

    Em consultas de rotina com minha ginecologista, descobrimos que eu tinha um mioma no útero, o que o fazia aumentar de volume. Fizemos o monitoramento durante dois anos, até que ele chegou a um volume que me causava desconfortos. 
    Uma das possibilidades seria ...
    Em consultas de rotina com minha ginecologista, descobrimos que eu tinha um mioma no útero, o que o fazia aumentar de volume. Fizemos o monitoramento durante dois anos, até que ele chegou a um volume que me causava desconfortos. 
    Uma das possibilidades seria operá-lo, já que ainda levaria algum tempo até entrar em menopausa. Dra Leda, minha ginecologista, recomendou-me que fizesse uma cirurgia por videolaparoscopia, menos invasiva e com uma recuperação mais tranquila.
    Tudo bem, mas ela não fazia esse tipo de procedimento. Então, pedi a ela que me indicasse um profissional de confiança. Ao procurar o Dr.Edvaldo, por recomendação da Dra. Leda, senti-me tranquila e confiante desde a primeira consulta.
    Todo o processo foi explicado e após os exames realizados, marcamos a cirurgia. Não senti medo nem ansiedade, pois sabia que estava em boas mãos.
    Não sei como entrei nem como saí do centro cirúrgico, fui muito bem atendida por toda a equipe de profissionais. Não senti dores e nenhum desconforto! A única recordação da cirurgia foram os pontinhos na barriga! Estou livre de um problema! Agradeço o profissionalismo, a competência e o carinho do Dr. Edvaldo e sua equipe.
    fechar!
  • Alexandra D. Villarim, 32 anos.

    Desde 2007 que soube que tinha endometriose entre o útero e o intestino, na época estava me tratando com outros médicos e um deles falou de primeira em tirar um pedaço do meu intestino, graças a Deus o processo para a cirurgia não deu certo, desde en ...
    Desde 2007 que soube que tinha endometriose entre o útero e o intestino, na época estava me tratando com outros médicos e um deles falou de primeira em tirar um pedaço do meu intestino, graças a Deus o processo para a cirurgia não deu certo, desde então fiquei meio apreensiva em fazer a laparoscopia, achei que por ser só 1,5 cm era muito pouco para fazer uma cirurgia. Descobri no ano passado que as minhas trompas estavam obstruidas e que talvez mesmo com a laparoscopia eu tenha que fazer depois uma ferilização in vitro.
    Foi então que conversei com o Dr. Edvaldo que tirou todas as minhas dúvidas e apreensões e que valeria a pena fazer a cirurgia porque além de tirar a endometriose do intestino poderia ter outros focos que as vezes não aparecem nos exames e que a limpeza iria ajudar na fertilização posteriormente.
    Dia 05/04/11 fiz a laparoscopia e o Dr. Edvaldo viu que as minhas trompas não estavam obstruídas e sim elas estavam "cotoveladas/tortas" pela endometrise, ele tirou toda endometriose e as minhas trompas ficaram livres, sem mais obstruções. Hoje 18/07/11 estou grávida.
    Quando olho pra tras vejo o tempo que perdi e que já poderia estar com o meu filho, mas tudo vale como aprendizado. Espero ajudar alguém que está em dúvida em fazer a laparoscopia.
    Quero aproveitar para agradecer o Dr. Edvaldo e toda a sua equipe, obrigada.
    fechar!
  • Tatiane P. Dias, 29 anos - Analista de Testes

    Em setembro de 2009, descobri que estava com um cisto complexo no ovário direito.
    Fiquei preocupada, pois segundo a ginecologista que havia pedido e a analisado o resultado do exame comentou que era grave e teria que tirar o ovário direito. Fiquei muito triste, p ...
    Em setembro de 2009, descobri que estava com um cisto complexo no ovário direito.
    Fiquei preocupada, pois segundo a ginecologista que havia pedido e a analisado o resultado do exame comentou que era grave e teria que tirar o ovário direito. Fiquei muito triste, passaram muitos medos na minha mente, principalmente o medo de nunca ser mãe, ainda mais que não havia completado um ano de casamento.
    Pedi a DEUS uma luz. Por acaso descobri o Dr Edvaldo, através do site do Fleury Dia, que constava o seu telefone.
    Marquei a consulta e segundo exame realizado no próprio consultório, Dr Edvaldo informou que realmente era necessária a cirurgia e o acompanhamento do oncologista, pois caso durante a cirurgia fosse diagnosticado um tumor maligno seria necessário a retirada dos ovários e do útero.
    Foi o pior dia da minha vida, fiquei muito muito triste, mas sem dúvida Deus me deu força para seguir até o dia da cirurgia.
    Graças a Deus e ao excelente trabalho do Dr Edvaldo Cavalcante, foi retirado apenas o cisto (teratoma), tumor benigno, permanecendo o ovário direito.
    Me recuperei da cirurgia e após três meses fiquei grávida e a grande graça que o embrião se originou do lado do ovário direito na qual fiz a cirurgia.
    Sem dúvida alguma Dr Edvaldo é um excelente profissional, que tem muita competência no que faz e serei grata a você pelo resto de minha vida e sem dúvida vc é o melhor ginecologista do mundo. Eu e meu esposo somos muito gratos a você.
    fechar!
  • Gabi Castro – São Paulo

    Há dois anos, aproximadamente, descobri que tinha endometriose com dois endometriomas bilaterais.
    Não imaginava que a evolução da doença fosse ocorrer rapidamente e nada fiz para impedi-la. Após um ano, comecei a tentar engravidar, por ...
    Há dois anos, aproximadamente, descobri que tinha endometriose com dois endometriomas bilaterais.
    Não imaginava que a evolução da doença fosse ocorrer rapidamente e nada fiz para impedi-la. Após um ano, comecei a tentar engravidar, porém sem sucesso.
    Fiz o exame histerossalpingografia e descobri que minhas tubas, principalmente a direita, estavam com problema por conta da doença. Procurei ajuda de um médico que afirmou que só poderia ter filhos a partir de uma Fertilização in Vitro.
    Desanimada, procurei na internet a indicação de um médico especialista em endometriose e, foi nesse momento, que encontrei um anjo chamado Dr. Edvaldo Cavalcante. Na primeira consulta senti a confiança necessária para entregar o meu problema em suas mãos.
    A videolaparoscopia foi realizada em 12/07/11 com sucesso: foram retirados focos de endometriose nos dois ovários, nas duas tubas, bexiga e ureter. Posso afirmar que minha qualidade de vida melhorou consideravelmente e não apresento mais dores no período menstrual.
    O meu objetivo maior (ser mãe) ainda não foi realizado, mas sei que em breve serei contemplada, até porque faz apenas 2 meses que fiz a cirurgia. Importante ressaltar que o Dr. Edvaldo e sua equipe nos trataram com muita atenção e carinho em todas as fases do tratamento.
    Dr. Edvaldo, muito obrigada por tudo, não tenho palavras para agradecer.
    fechar!
  • Suelen Galvez,26 anos - Farmacêutica

    Há cerca de 6 anos vinha sofrendo muito com cólicas freqüentes, tentei diversos tipos de medicamento sem sucesso até que foi diagnosticada endometriose profunda.
    Meu médico me disse que se eu quisesse melhorar a qualidade de minha vida e engrav ...
    Há cerca de 6 anos vinha sofrendo muito com cólicas freqüentes, tentei diversos tipos de medicamento sem sucesso até que foi diagnosticada endometriose profunda.
    Meu médico me disse que se eu quisesse melhorar a qualidade de minha vida e engravidar, seria necessária a realização de uma videolaparoscopia cirúrgica e me orientou que procurasse o Dr. Edvaldo Cavalcante.
    Realizei minha cirurgia no dia 29/08/2011 e confesso que ela era a minha única esperança para que eu não sofresse mais com as minhas dores.
    Tive total apoio e atenção do Dr. Edvaldo que sempre esteve pronto para me auxiliar em minhas dúvidas e aflições.
    A cirurgia teve uma ótima recuperação e hoje me sinto uma mulher nova: minhas dores cessaram, estou me sentindo tranqüila e minha qualidade de vida está muito melhor.
    fechar!
  • Geni Feliciano, 34 anos

    Com a frase "Além de cólicas, sinto dor para evacuar quando estou menstruada" que minha investigação para o diagnóstico de endometriose começou e foi descoberta no mesmo ano, em 2008, através de uma bateria de exames. Na época ...
    Com a frase "Além de cólicas, sinto dor para evacuar quando estou menstruada" que minha investigação para o diagnóstico de endometriose começou e foi descoberta no mesmo ano, em 2008, através de uma bateria de exames. Na época me foi indicada a videolaparoscopia, porém estava com muito medo e não queria engravidar, então iniciei o uso de anticoncepcional contínuo, que melhorou muito os meus sintomas. 
              De lá para cá eu passei com quatro especialistas na doença até encontrar o dr. Edvaldo por indicação do Endoamigas e me identifiquei de imediato com ele. Na época eu estava morando no Paraná e ele me deu uma atenção que não mais encontramos hoje em médicos: avaliou meus exames por e-mail, atendeu todos os meus telefonemas e me deu todo apoio e segurança que precisava na época para a videolaparoscopia, já que tomei coragem para a cirurgia porque pretendia engravidar. 
              A vídeo foi realizada em março de 2011 e foi um sucesso, os focos foram limpos e um pedacinho do intestino retirado - fiquei somente 3 dias internada e minha recuperação foi excelente, nem dor nos pontos eu senti! A única coisa que senti foi uma imensa gratidão pelo dr. Edvaldo e toda sua equipe, que me trataram com muito carinho, atenção e profissionalismo. Agora estou tentando engravidar, mas mesmo menstruando não sinto mais aquelas cólicas fortes e nem dores para evacuar e isso já é um avanço enorme, pois só quem passa por isso ou conhece alguém próximo que pode entender o quanto é difícil. 
              Quero terminar meu depoimento agradecendo muito a toda a equipe da CPCG, em especial ao dr. Edvaldo e desejando muito sucesso porque sem dúvida alguma essa equipe merece!!!!
    fechar!
  • Renata Lasso,26 anos - Professora

    Sou paciente do Dr. Edvaldo desde 2008 e posso garantir que já dei muito trabalho a ele. Tenho endometriose e já fiz várias cirurgias (cinco ao todo). Nos dois últimos anos, mesmo após as videolaparoscopias, eu continuava sentido dores terríveis na r ...
    Sou paciente do Dr. Edvaldo desde 2008 e posso garantir que já dei muito trabalho a ele. Tenho endometriose e já fiz várias cirurgias (cinco ao todo). Nos dois últimos anos, mesmo após as videolaparoscopias, eu continuava sentido dores terríveis na região do ovário esquerdo, em alguns momentos a dor vinha e sumia do nada, porém em maio deste ano passei a senti-la de modo muito intenso todos os dias.
              Em consulta com o Dr. Edvaldo, ele suspeitou de algo relacionado a dor neuropática (de nervos), foi uma luta imensa até concluirmos o diagnóstico e realizarmos outra vídeo a fim de sanar este problema. De maio até agosto (data da cirurgia), eu ia ao hospital para tomar morfina, de tanta dor, ligava para o Dr. Edvaldo desesperada a qualquer hora e dia (liguei de domingo, a noite, em feriado) e ele me atendeu e tentou me acalmar por telefone mesmo. 
              No dia da cirurgia, meus pais e meu esposo que me acompanharam, conversaram com ele após o procedimento e disseram que ele teve toda paciência do mundo em explicar o que foi feito. Nos dias seguintes ao procedimento, ele passava para visitar-me no quarto com a maior atenção possível.
              Hoje, dois meses depois da cirurgia, eu estou ótima, sem dor alguma, como não ficava há muito tempo. 
              Quero deixar aqui o meu imenso agradecimento ao Dr. Edvaldo que não desistiu do meu caso e não me deixou desemparada em momento algum! 
              Serei eternamente grata a você, Dr., por todo carinho e competência que possui. Um beijo grande.
    fechar!
  • Raquel Ap. Vieira, 35 anos.

    Descobri minha endometriose muito cedo, com 17/18 anos, hoje tenho 35, portanto sofri muitos anos com ela.
    Não sou de São Paulo e desde que cheguei aqui sofri demais pra encontrar um profissional qualificado e humano como Dr. Edvaldo. Em março de 2011 desc ...
    Descobri minha endometriose muito cedo, com 17/18 anos, hoje tenho 35, portanto sofri muitos anos com ela.
    Não sou de São Paulo e desde que cheguei aqui sofri demais pra encontrar um profissional qualificado e humano como Dr. Edvaldo. Em março de 2011 descobri cistos enormes no ovário e fui indicada para um medico que na primeira consulta me deu a guia para solicitar autorização de uma vídeo laparoscopia no convênio, achei tudo muito estranho, pois ele não fez exame nenhum, não me pediu mais nada alem do que eu já tinha em mãos que era uma simples ultrason.
    Sai de lá, rasguei a guia e entrei em mais desespero do que eu já estava, pelo tempo de tratamento eu sabia que tinha algo muito errado comigo,pois além dos cistos eu estava menstruando sem parar desde novembro de 2010 e não tinha médico.
    Comecei a pedir indicação de médicos até que o médico de uma amiga indicou o Dr. Edvaldo Cavalcante. Cheguei no consultório dele no final de abril extremamente nervosa, apavorada, ele com toda calma do mundo me pediu uma ultrason com preparo intestinal e me explicou a importância desse exame, sem contar que na primeira consulta ele me deu o nº do celular e me disse: a partir de hoje sou responsável por você, se passar mau e algum medico quiser te operar não deixa, me liga que vou onde você estiver.
    Nossa, isso me deu uma segurança tão grande, é possível imaginar né?! Com o resultado da ultrason em mãos a certeza que minha endometriose estava muito avançada e a descoberta que tinha chegado ao intestino também, além de uma adenomiose.
    Chegando no consultório ele me explicou todo procedimento, me mostrou um vídeo com as 3 possibilidades de cirurgia, me detalhou tudo. Honestamente, fiquei em desespero maior ainda ao saber a gravidade, a questão de ter 2 cirurgiões na mesma cirurgia pra gente que é leigo assusta muito, sai do consultório eu e meu marido e chorávamos desesperados no estacionamento, mas ao mesmo tempo senti uma segurança do tamanho do mundo, pois apesar de tão pouco tempo eu sabia que estava em excelentes mãos.
    Em 6/7/11 fiz minha cirurgia, foi bem demorada e complicada, mas um grande sucesso! O pós cirúrgico foi muito melhor do que eu imaginava, aliás eu não imaginava que seria tão perfeito, em nenhum momento após a cirurgia eu me lembro de ter sentido qualquer dor, foi muito tranqüilo.
    A atenção do Dr. Edvaldo a todo momento foi fantástica, muito atencioso e competente, apoio 24h. Eu sentia dores diárias, hoje estou livre delas, minhas cólicas menstruais melhoraram 85%, antes da cirurgia eu tomava a cada menstruação 1 caixa de Biprofenid 150 mg (10 comprimidos), hoje eu tomo Busco fem, minha hemorragia melhorou 100%, fiquei 9 meses menstruando sem parar e nos dias dos ciclos intensos tinha que ficar em casa, pois a fluxo era tanto que escorria pelas pernas.
    Hoje posso sair de casa qdo estou menstruando que não vou passar vergonha e detalhe, o ciclo de 10 dias intensos, hoje são 3 a 4 e não gasto 1 pacote de absorvente inteiro, antes era na media de 3 pacotes.
    Eu vivia muito irritada, estressada, hoje as pessoas me dizem que meu semblante mudou, está mais leve. Enfim, resumi um pouco do processo e ate entrei em alguns detalhes para quem estiver passando por esse problema ver que existe sim uma grande luz no fim do túnel, na hora que estamos vivendo todo o processo a gente não consegue ver, mas ela está lá e tem nome, Dr. Edvaldo Cavalvante.
    Eu agradeço todos os dias a Deus por ter colocado no meu caminho um médico tão competente, tão gente como Dr. Edvaldo, pois hoje posso dizer que minha vida é outra.
    O próximo passo: ser mãe, se Deus quiser consigo e registro aqui com toda felicidade do mundo.
    fechar!
  • Solange do Vale Vieira

    Depois de muitos anos com problemas no útero por causa de vários miomas e sem querer fazer cirurgia porque todos os médicos diziam que o meu útero teria que ser retirado e eu não aceitava por ainda não ser mãe, finalmente conheci o Dr. Edvaldo ...
    Depois de muitos anos com problemas no útero por causa de vários miomas e sem querer fazer cirurgia porque todos os médicos diziam que o meu útero teria que ser retirado e eu não aceitava por ainda não ser mãe, finalmente conheci o Dr. Edvaldo Cavalcante, que foi um Anjo que Deus colocou no meu caminho, após a ressonânica do útero o doutor me disse que teria que ser feito uma plástica no meu útero devido ao grande número de miomas, mas que ele faria de tudo para não retirá-lo, somente em caso de hemorragia.
    Marcamos a cirurgia e para surpresa do Dr. Edvaldo encontravam-se no meu útero 53 miomas de tamanhos variados, que foram todos retirados por ele e sua equipe com sucesso, hoje estou com o meu útero e feliz graças a ele.
    Apesar de estar com 45 anos não perdi as esperanças de engravidar e agora estou me preparando para as próximas etapas, com otimismo e fé.
    Quero deixar aqui registrado o meu carinho, respeito, admiração e gradecimentos ao Dr. Edvaldo, e lembrar a todas as mulheres que não somos obrigadas a retirar o nosso útero, principalmente aquelas que ainda não realizaram o sonho de ser mãe, apesar de sabermos que cada caso é um caso, devemos sempre ouvir a opnião de outro médico, principalmente de um maravilhosos médico como Dr. Edvaldo.
    fechar!
  • Alessandra Cruz

    Fui paciente do Dr: Edvaldo em 2008  após 10 anos tentando engravidar.
    Eu tinha endrometriose e sofria com dores horriveis em todo o periodo menstrual.
    Fui submetida a cirurgia de videolaparoscopia com o Dr Edvaldo e depois de 4 meses da cirurgia j&a ...
    Fui paciente do Dr: Edvaldo em 2008  após 10 anos tentando engravidar.
    Eu tinha endrometriose e sofria com dores horriveis em todo o periodo menstrual.
    Fui submetida a cirurgia de videolaparoscopia com o Dr Edvaldo e depois de 4 meses da cirurgia já estava gravida.
    Hoje sou mãe e tenho 2 meninos, João e Daniel e nunca mais tive colicas menstruais que eram terriveis. Obrigada.
    fechar!
  • Cristina Morais – Coordenadora de Ensinho

    Em 2006 descobri que tinha endometriose. A partir daí começou a minha luta, depois de passar pela mãos de vários médicos, apareceu um anjo chamado Dr Edvaldo Cavalcante. Desde a primeira consulta percebi que o meu problema ate então parecendo irrever ...
    Em 2006 descobri que tinha endometriose. A partir daí começou a minha luta, depois de passar pela mãos de vários médicos, apareceu um anjo chamado Dr Edvaldo Cavalcante. Desde a primeira consulta percebi que o meu problema ate então parecendo irreversível estava prestes a ser resolvido.
    Fiz a minha cirurgia em maio/2011 sendo que meu diagnostico era de grau elevado, teve duração de oito horas pois alem da endometriose tinha um tumor na bexiga, a cirurgia foi um sucesso e aquelas dores horríveis que tinha desapareceu e hoje graças a ele estou bem e sem dores, vou ser sempre grata a ele e a sua equipe que cuidaram de mim com uma atenção e carinho que nunca antes havia tido. 
    Quero deixar aqui o meu agradecimento e serei sempre grata a ele.
    fechar!
  • Soraia SC Borba, 27 anos. Farmacêutica.

    Fui encaminhada ao Dr. Edvaldo Cavalcente pelo meu ginecologista Dr. Thomas Miklos. Inicialmente fui diagnosticada com endometriose profunda e ambos valorizaram minha queixa de dor uterina. A partir do histórico médico, exames e avaliação clínica fui diagno ...
    Fui encaminhada ao Dr. Edvaldo Cavalcente pelo meu ginecologista Dr. Thomas Miklos. Inicialmente fui diagnosticada com endometriose profunda e ambos valorizaram minha queixa de dor uterina. A partir do histórico médico, exames e avaliação clínica fui diagnosticada com endometriose profunda, então, Dr. Thomas disse que me encaminharia a um profissional especialista em cirurgia mais delicada para endometriose, pois meu caso precisava de intervenção cirúrgica. 
    Foi então que cheguei até o Dr. Edvaldo Cavalcante, que confirmou o diagnóstico, fui acompanhada pela minha mãe na consulta e ficamos satisfeitas com a segurança que ele passava, explicou como seria a cirurgia e dos riscos, mas fiquei tranqüila, se medicamento não adiantava não haveria necessidade em postergar a situação. 
    A cirurgia foi marcada em Nov/2011, rápida, a recuperação também foi ótima, e já voltei ao trabalho em 15 dias. Fiquei muito contente com o resultado as cólicas menstruais reduziram em quase 90 %, depois de 2 meses passo bem, mas o que mais me deixou feliz foi a eliminação das dores que tinha durante a relação sexual, principal motivo que me levou a recorrer à ajuda médica.
    Encorajo a todas as pacientes que tiverem diagnóstico de endometriose e precisarem de abordagem cirúrgica a não terem medo da cirurgia e do pós operatório, claro que depende de cada pessoa, mas é simples e de rápida recuperação, com excelentes resultados. Imensamente grata.
    fechar!
  • Alessandra Carvalho, 41 anos

    Depois de uma coleção de ultrasonorafias e uma internação devido à dor abdominal intensa fui diagnosticada com endometriose. Isso era dezembro de 2005. Por orientação do médico na época realizei a primeira cirurgia em març ...
    Depois de uma coleção de ultrasonorafias e uma internação devido à dor abdominal intensa fui diagnosticada com endometriose. Isso era dezembro de 2005. Por orientação do médico na época realizei a primeira cirurgia em março de 2006. Depois fiz todo o tratamento medicamentoso com zoladex. Fiquei algum tempo bem, sem dores, mas logo elas voltaram bem fortes. Eu e meu marido decidimos procurar por nova orientação.
    Em 2007 o novo especialista fez uma bateria de exames e indicou um novo tratamento medicamentoso, com Lupron. As dores melhoraram, mas com a suspensão da medicação logo as dores voltaram. Como estava tentando engravidar o medico encaminhou para uma nova cirurgia na tentativa de resolver o problema.Realizei a cirurgia em dezembro de 2008. Desta vez não fiz uso de medicação após a cirurgia e partimos para o tratamento de fertilização. Foram 3 tentativas que não deram certo. Fiquei tão frustrada que por um tempo não procurei médicos e também não fiz nenhum tratamento.
    Depois com o coração mais calmo e passando muito mal, com muitas dores, decidi que deveria buscar ajuda . Devia haver uma solução. A orientação dos médicos consultados era para uma cirurgia radical.
    Assim eu não teria mais dores. Ouvir está orientação me assustou, pois ainda tenho o desejo de ser mãe e resolvi procurar mais opiniões. Comecei a pesquisar tudo sobre endometriose. Vários sites, clinicas, tratamentos....foi quando encontrei a CPCG. Marquei então uma consulta com Dr. Edvaldo em outubro de 2011. 
    Na primeira consulta descobri que estava no lugar certo.Ele me orientou sobre a doença, explicou todo o caso para mim e meu marido. O diagnóstico era endometriose profunda com comprometimento intestinal e o tratamento era cirúrgico. Em menos de dois meses fiz todos os exames e marcamos a cirurgia. Fiz a cirurgia em dezembro de 2011.
    A cirurgia durou 8 horas, correu muito bem, não precisei fazer a retirada de uma porção do intestino, que era meu medo, eliminou-se todos os focos de endometriose ( nas outras cirurgias sempre se cauterizavam os focos) e o Dr. Edvaldo conseguiu preservar o útero, ovários e trompas...meu sonho de ser mãe continua. Não sinto mais dores, minha qualidade de vida melhorou muito e estou em acompanhamento com o Dr. Edvaldo.
    Agradeço a dedicação e o apoio do Dr. Edvaldo e sua equipe. Esta foi minha terceira cirurgia, a maior delas e a em que eu fique mais calma, mais confiante. A endometriose é uma doença que temos que dominar primeiro em nossa cabeça. Não podemos perder a esperança, depois encontrar um bom profissional, ele será nosso “porto seguro”. Juntos discutir a melhor solução para o problema, porque com certeza ela existe... 
    fechar!
  • Claudia Augusto, 44 anos

    Depois de vários anos reclamando aos médicos de uma dor cada vez mais intensa do lado esquerdo do abdome, começou no período menstrual e com o passar dos anos foi se intensificando fora do período menstrual.Nunca tive problemas com cólica, mas sempre ...
    Depois de vários anos reclamando aos médicos de uma dor cada vez mais intensa do lado esquerdo do abdome, começou no período menstrual e com o passar dos anos foi se intensificando fora do período menstrual.Nunca tive problemas com cólica, mas sempre tive o período menstrual intenso e por grandes períodos com diversas hemorragias, os ginecologistas pediam exames e mais exames onde dava normal sem nenhuma alteração.
    Fui a vários médicos sempre reclamando da mesma dor, e ninguém descobriu nada. Antigamente os médicos não tinham conhecimento de endometriose, muitos ainda não sabem lidar com essa  doença. Nos últimos anos estava tendo hemorragias e indo ao Pronto Socorro com fortes dores e cansada de ir a vários médicos ginecologistas.
    Há três anos, minha ginecologista, no exame de toque, descobriu algo diferente e pediu o exame de Ca de sangue onde estava altíssimo, constatou que eu tinha endometriose e indicou um médico que operava por vídeoLaparoscopia pelo meu convênio. Fui ao médico que me pediu vários exames, entre eles a ressonância magnética que acusou endometriose profunda grau IV, fiz a cirurgia e tive que tirar um pedaço do intestino que estava completamente comprometido. A recuperação foi longa e sofrida, sai do trabalho e fiquei afastada em casa por 6 meses, me anulei, pois meu intestino nunca mais voltou ser o mesmo. Depois da cirurgia tive incontinência fecal, passei a tomar Zoladex mensalmente na barriga para não menstruar, pois me recusei a tirar o útero, ainda tinha esperança de ser mãe.
    Passei a ter problemas de intestino preso e passado o tratamento com o Zoladex que tomei por 6 meses , voltei a menstruar  com grande intensidade  e com hemorragias. As dores começaram a voltar, minha ginecologista me indicou o DIU Mirena  para não menstruar e alimentar a endometriose, comprei com dificuldade pois é caro e os médicos cobram por fora para colocá-lo.
    Passado alguns meses, voltei a menstruar pouco, mas continuamente, ou seja, o Mirena não resolveu o meu problema. Vi que minha ginecologista não sabia lidar com a doença endometriose e comecei novamente a visitar vários médicos e ouvir várias opiniões. Ouvi muitos absurdos, entre um deles que eu corria o risco de nunca mais urinar, pois o meu caso era grave, disso eu já sabia, pois tinha dores horríveis e o intestino não funcionava. 
    Tinha que ir várias vezes ao hospital para fazer lavagem e tomar tramal para dor, ou seja sofri tudo de novo, me anulei, deixei de sair, ver as pessoas, namorar e vida profissional por medo de passar mal. Comecei a pesquisar sobre a doença na internet e encontrei o Dr. Edvaldo, li seu histórico e depoimentos e vi que ele era um especialista na área e marquei uma consulta. 
    Contei toda minha história e ele solicitou novos exames que eu já estava cansada de fazer e não ver resultado. Sabia que meu caso era complicado, mas não tinha outra escolha, não aguentava mais as dores constantes e o intestino sem funcionar direito. Vendo meus exames, ele disse que tinha que fazer outra VídeoLaparoscopia, que só assim veria como estava por dentro, coisas que não aparecem nos exames.
    O Dr. Edvaldo foi uma luz no meu túnel, essa cirurgia é paga e o convênio paga somente uma parte, reclamei do preço, mas valeu cada centavo pago, pois tive toda assistência antes, durante e depois da cirurgia que durou 6 horas e dessa vez optamos pela retirada do útero para não correr o risco de sangramento intenso. 
    Vejo muitas mulheres reclamando dos preços a serem pagos, mas infelizmente os convênios repassam muito pouco aos médicos, por isso os especialistas cobram mais por isso. 
    A outra vez que operei, optei por um médico do convênio, não gastei nada, mas também não resolveu meu problema, por esse motivo indico as pessoas a procurarem quem realmente entenda do problema, um especialista, indico Dr. Edvaldo a todas que me pedem indicação porque ele realmente entende do assunto.
    Além da endometriose, tinha um mioma pequeno e ainda ele me falou que tinha um problema congênito, uma má formação no ovário esquerdo que fica no lado superior do abdome com a alça curta, ou seja, levei 44 anos para descobrir isso. Por esse motivo que nos exames transvaginais não visualizava meu ovário esquerdo. 
    Enfim achei que não tinha mais cura e que tinha que conviver com essa dor horrível, mas graças a Deus encontrei o médico certo, pena que não foi antes, mas já estava no último grau da endometriose (grau IV) que era muito profunda e ele resolveu meu caso, hoje não sinto mais dores, fiquei com sequelas no intestino e faço tratamento para ele voltar ao normal e continuo fazendo acompanhamento com Dr. Edvaldo. 
    Indico a todas as mulheres com problemas semelhantes ao meu para não perder a esperança e pesquisar muito, todos os médicos estão cobrando particular para essa cirurgia, mas acredite vale à pena, minha qualidade de vida melhorou muito.
    Obrigada Dr. Edvaldo pela atenção e apoio nas horas que mais precisei.
    Operei 12.12.2011 no Hospital Sta. Catarina – São Paulo.
    fechar!
  • Sandra Duarte Antão,22 anos

    Após 3 anos de muitas dores, as quais me impediam de trabalhar, estudar e ter uma vida normal, em novembro de 2011, recebi o diagnostico de endometriose profunda com comprometimento intestinal.
    Em um primeiro momento a sensação foi de desespero, porque a d ...
    Após 3 anos de muitas dores, as quais me impediam de trabalhar, estudar e ter uma vida normal, em novembro de 2011, recebi o diagnostico de endometriose profunda com comprometimento intestinal.
    Em um primeiro momento a sensação foi de desespero, porque a doença era totalmente desconhecida para mim. Em minha cidade, muitos profissionais não sabiam como me ajudar, e as dores foram cada vez mais piorando. A doença por estar em estágio avançado, também me impedia de ter relação sexual. Meu casamento estava muito próximo e meu esposo, sempre ao meu lado, não sabia mais o que fazer para me ajudar.  O medo de não engravidar também foi tomando conta de meus pensamentos e a tristeza já fazia parte de mim. 
    As idas e vindas ao hospital se tornaram muito freqüentes, e algumas medicações já não davam mais resultado.  Em uma viagem à trabalho, passei muito mal e resolvi conversar com um colega. Foi quando ele me relatou que sua esposa também tinha endometriose e que já havia operado e estava com uma vida normal. Então, me indicou um médico em São Paulo: Dr Edvaldo Cavalcante. 
    Sou do interior do Rio de Janeiro e a ida à São Paulo não me pareceu fácil, principalmente porque a desilusão já havia tomado conta. Mas, com coragem, eu e meu pai fomos fazer mais uma tentativa. 
    Ja na primeira consulta, percebi que estava diante de um profissional extremamente competente, e que entendia o que eu sentia. Por mais de uma hora, conversamos sobre a doença. Em uma atenção inigualável, percebi o quanto ele estava preocupado comigo. Então, uma difícil etapa de exames dolorosos se iniciou e assim ele traçou comigo como seria a cirurgia. E no dia 10 de Março de 2012 fui submetida a uma videolaparoscopia. 
    Minha família e eu estávamos muito seguros de que tudo daria certo, pois toda a tranqüilidade que precisávamos encontramos no Dr Edvaldo. Em meu pós-cirúrgico, tive o suporte dele 24h e a cada melhora, ele dividia comigo e minha família a certeza de que tudo logo ficaria bem. Me ensinou a ter paciência e perceber um dia de cada vez. 
    Para quem tem endometriose, além das dores sentidas no corpo, há um enorme abalo psicológico. Precisamos de atenção e muita compreensão. E foi exatamente isso que encontrei no Dr Edvaldo. Hoje, casada, estou trabalhando sem dores e gradativamente estou conquistando tudo o que a doença me tirou. Também tive a excelente notícia de que meu útero e ovários estão preservados, assim, tão logo poderei tentar ter filhos e concretizar um grande sonho.
    Agradeço enormemente ao Dr Edvaldo, à sua secretária Kenia, que sempre esteve ao meu lado, acompanhando cada etapa e a toda equipe que participou em minha cirurgia.
    fechar!
  • Nancy Bispo dos Santos, 44 anos.

    Tinha um mioma e durante 6 anos fiz tratamento, pois segundo o ginecologista que eu passava a cirurgia para retirada do mioma acarretaria na retirada do meu útero.
    Como não sou mãe este diagnostico mexeu muito comigo, foi quando falando com uma amiga ela m ...
    Tinha um mioma e durante 6 anos fiz tratamento, pois segundo o ginecologista que eu passava a cirurgia para retirada do mioma acarretaria na retirada do meu útero.
    Como não sou mãe este diagnostico mexeu muito comigo, foi quando falando com uma amiga ela me indicou o doutor Edvaldo que me solicitou novos exames e constatou que o mioma estava grande e que haveria a necessidade da cirurgia.
    Mas uma frase me deixou muito tranquila foi quando ele me disse que a cirurgia seria inevitável, porém que ele faria o possível para salvar o meu útero. 
    Fiz a cirurgia foi um sucesso salvei o meu útero e hoje estou muito bem.
    fechar!
  • Thaisa Pfaff, 28 anos - São Paulo

    A endometriose virou minha vida de cabeça pra baixo.
    Desde 2009 eu estava vivendo o sonho de morar no exterior, na Austrália, estudando fitness e trabalhando como garçonete para me manter.
    Em agosto de 2011 comecei a sentir cólicas me ...
    A endometriose virou minha vida de cabeça pra baixo.
    Desde 2009 eu estava vivendo o sonho de morar no exterior, na Austrália, estudando fitness e trabalhando como garçonete para me manter.
    Em agosto de 2011 comecei a sentir cólicas menstruais cada vez mais fortes e fora do período menstrual que me fizeram abandonar todas essas atividades, pois todas demandavam esforço físico, o que aumentava ainda mais as dores. Lá mesmo fui diagnosticada com Endometriose nível 4, e em um mês estava de volta ao Brasil. O plano era vir para o Brasil e me tratar pelo plano de saúde, e em 3 meses voltar para a Austrália.
    Depois de 6 meses eu ainda estava fazendo exames e não tinha a cirurgia marcada, meus planos de voltar ficavam cada vez mais distantes, Minha condição física e emocional estavam deteriorando, e para completar, a situação de dores e visitas a médicos não me permitiam trabalhar fixo, acarretando também problemas financeiros.   
    O dr. Edvaldo foi o primeiro médico que realmente me deu atenção e explicava tudo sobre a minha doença e os procedimentos de cirurgia e tratamento, muitas consultas tinham quase 1 hora de duração. Em Março de 2012 finalmente passei por uma vídeo laparoscopia, cirugia que demorou 8 horas, mas foi um sucesso.
    Me recuperei bem e não tive problemas pós cirurgicos. 
    Este mes, Junho de 2012, completei 3 meses de cirurgia, não sinto mais dores, e agora estamos tentando encontrar um tratamento com anticoncepcionais para garantir que a doença não volte a me incomodar. Fiquei tempo demais (quase 1 ano) no Brasil por causa da endometriose, e em um ano muita coisa na minha vida, no meu corpo e na minha cabeça mudaram. Refiz os planos para ficar por aqui e estou voltando a minhas atividades, trabalhando fixo, voltando a me exercitar, pagando as dívidas, reorganizando minha vida depois dessa virada forçada.
    Espero que todas as mulheres que sofrem com a endometriose possam encontrar um Dr. Edvaldo e ter o suporte familiar que eu tive. A dor modifica nosso comportamento, transforma nossas vidas e precisamos ter em volta pessoas compreensivas e pacientes com a nossa condição, e um profissional competente e atencioso pra nos cuidar.
    fechar!
  • Alessandra de S. Sanchez, 29 anos. Fisioterapeuta

    Venho tornar público o meu agradecimento, a generosidade do Dr. Edvaldo Cavalcante, por sua dedicação, seriedade e competência com que cuidou de mim.
    Hoje, após 2 meses de cirurgia, estou recuperada e em plena atividade, graças a este p ...
    Venho tornar público o meu agradecimento, a generosidade do Dr. Edvaldo Cavalcante, por sua dedicação, seriedade e competência com que cuidou de mim.
    Hoje, após 2 meses de cirurgia, estou recuperada e em plena atividade, graças a este profundo conhecedor da medicina, mais um exemplo admirável de humanidade e doação aos seus pacientes e familiares, operando milagres e trazendo esperanças aos corações desesperançados. "Durante quase três anos de minha vida, foram marcados por muita dor e sofrimento, e foi neste período que conheci o Dr. Edvaldo."  
    Tenho certeza que para este profissional tão importante, não é somente conhecer a doença que tem a paciente, mas sim a paciente que tem aquela doença, valorizando assim a individualidade de cada uma, garantindo a integralidade do cuidado, transmitindo tranquilidade e segurança quanto a proposta terapêutica, que com todo o seu amor, me confortou,  respeitando todas as minhas fraquezas, que passava pela dor constante e incapacitante, pelo medo de perder a fertilidade, pelo anseio da possibilidade de ser mutilada (pela retirada de órgãos), pela perda da produtividade laborativa, emocional, física e social, onde já não encontrava forças para continuar lutando e nem buscando ajuda, já não acreditava mais que alguém poderia me ajudar, no meio a tudo isso, encontrei o que não acreditava mais encontrar “a vontade de continuar vivendo e lutando”, pois ele com toda a sua humildade, paciência, soube esclarecer todas as minhas dúvidas e a dos meus familiares, com um olhar focado nos sintomas, e não apenas na patologia chave, um olhar técnico, ampliado, que foi capaz de trazer minha saúde de volta, resgatando assim, a minha qualidade de vida, até então já perdida. 
    Não posso deixar de mencionar o carinho e a sensibilidade humana de sua secretaria Kênia, por compreender e nos acolher no momento de dor.
    Por isso, devo ao Dr. Edvaldo a minha saúde.
    Eternamente grata.
    fechar!
  • Ana Lúcia Libanor – Cardiologista

    Passei na primeira avaliação com o Dr. Edvaldo encaminhada pela minha ginecologista,(que muito o elogiou cirurgicamente) para tratamento de uma endometriose extremamente dolorosa.
    Fui à consulta acompanhada do meu marido; nós dois somos médic ...
    Passei na primeira avaliação com o Dr. Edvaldo encaminhada pela minha ginecologista,(que muito o elogiou cirurgicamente) para tratamento de uma endometriose extremamente dolorosa.
    Fui à consulta acompanhada do meu marido; nós dois somos médicos.
    Ao sairmos da consulta, tínhamos certeza que ele seria o cirurgião: sério,  ético, seguro, tranquilo, com amplo conhecimento a respeito do meu problema. A equipe inteira me passou muita tranquilidade e confiança.
    Fui operada há 3 meses atrás. Meu marido  que também é cirurgião, assistiu ao procedimento e elogiou a habilidade cirúrgica do Dr. Edvaldo.
    Hoje, três meses depois, estou ótima, sem dor; minha qualidade vida mudou para muito melhor.
    Encontramos um médico de capacidade  inquestionável , uma pessoa especial que apareceu em nossas vidas.
    Um grande abraço Edvaldo, que você continue neste caminho e que muitas outras pacientes possam ter a sorte que eu tive de encontrar você.
    fechar!
  • Edna Costa - São Paulo

    No ano de 2010 estava procurando um ginecologista para uma consulta de rotina, ai marquei uma consulta com o Dr. Edvaldo Cavalcante. Conversei com ele tudo que estava sentindo e quando ele me examinou senti muita dor. Ele pediu vários exames e um deles era para endometriose. Nossa qua ...
    No ano de 2010 estava procurando um ginecologista para uma consulta de rotina, ai marquei uma consulta com o Dr. Edvaldo Cavalcante. Conversei com ele tudo que estava sentindo e quando ele me examinou senti muita dor. Ele pediu vários exames e um deles era para endometriose. Nossa quando li essa palavra logo perguntei para ele, e ele com toda a paciência me explicou e pediu para aguardar os exames.
    Chegando em casa, a primeira coisa que fui fazer foi pesquisar sobre esse médico, e descobri que ele era especialista em endometriose, mesmo assim não fiquei muito segura, pois desde os meus 18 anos sentia muita dor e nunca nenhum médico havia falado em endometriose.
    Fiz os exames e retornei novamente na segunda consulta, ele me explicou tudo e me pediu mais exames e também pediu para que na próxima consulta eu fosse acompanhada. Neste momento senti confiança.
    A terceira consulta foi mais tranqüila ainda, pois o meu marido me acompanhou e o Dr. Edvaldo mais uma vez foi paciente e atencioso conosco.
    Nos exames pré- operatórios, escutei de muitas pessoas “Troca de Médico, Ele só quer ganhar seu dinheiro”, e eu sempre falei “Não!!! Passei em diversos ginecologistas e nunca ninguém me pediu a quantidade de exames que ele me pediu, o Dr. Edvaldo é um especialista, não vou trocar não”. Sei que, em 2 meses fiz a minha cirurgia(videolaparoscopia) e foi um sucesso! 
    Não posso deixar de relatar que o meu atendimento no Hospital Santa Catarina foi excelente e a equipe do Dr. Edvaldo em especial a sua secretaria Kênia que só a voz dela ao telefone já transmite tranqüilidade para nos paciente. 
    Após 2 anos de acompanhamento com o Dr. Edvaldo, estou grávida de 9 semanas! (2012) Quero agradecer ao Dr. Edvaldo, este profissional competente, sempre me dando muita atenção, esclarecendo minhas dúvidas, puxando minha orelha com os meus “pessimismo” e lógico sempre com um “sorriso enorme”. 
    E quero dizer que ele irá me agüentar até a chegada da sua aposentadoria, pois irei fazer meu pré-natal, meu parto e muitas e muitas consultas e lógico se o bebê que espero for menina, quem sabe ele não seja o ginecologista dela rsrs...
    fechar!
  • Cássia Backsmann - Manaus - Amazônia

    Operei de endometriose com o Dr. Edvaldo. Só Deus sabe o quanto que já havia sofrido até então. Agora, quase 7 meses após a cirurgia, sinto-me ótima! 
    É difícil encontrar um profissional atencioso, gentil, competente ...
    Operei de endometriose com o Dr. Edvaldo. Só Deus sabe o quanto que já havia sofrido até então. Agora, quase 7 meses após a cirurgia, sinto-me ótima! 
    É difícil encontrar um profissional atencioso, gentil, competente e comprometido com o que faz. O Dr. Edvaldo é tudo isso! Só tenho a agradecer a Deus por tê-lo colocado no meu caminho. 
    Amanhã, dia 19/09, faço aniversário, e o meu maior presente foi o restabelecimento da minha saúde. Agradeço a Deus, ao Dr. Edvaldo e a toda a equipe médica que fez parte da minha cirurgia. 
    fechar!
  • Carolinne Nogueira – Santos - SP

    Após 01 ano de tentativas para  engravidar sem sucesso, eu e meu marido, resolvemos procurar um profissional para nos ajudar. Moro na cidade de Santos-SP, onde a medicina ainda tem muito o que melhorar. Todos os profissionais que consultei falaram que eu não tinha nada, qu ...
    Após 01 ano de tentativas para  engravidar sem sucesso, eu e meu marido, resolvemos procurar um profissional para nos ajudar. Moro na cidade de Santos-SP, onde a medicina ainda tem muito o que melhorar. Todos os profissionais que consultei falaram que eu não tinha nada, que meus exames eram normais, até que resolvi mudar de clínica e fazer um USG em outro lugar, a médica que fez o USG me avisou que havia um cisto no meu ovário, mas que, pelas características, não era um cisto simples (hemorrágico ou de ovulação) era um Endometrioma ou seja um cisto causado pela ENDOMETRIOSE.
    Levei um susto tão grande na hora!!  Já  retirei um ovário por cisto em uma  cirurgia de  urgência.  Mudei de ginecologista e ao procurar outro, esse me solicitou uma USG transvaginal com preparo intestinal, exame que só é realizado em SP e me recomendou um lugar específico para realizá-lo. Realizei o exame, eu estava com Endometriose grau IV, muito profunda, com certeza há mais de 10 anos e já havia chegado a lesões no intestino, haviam nódulos e muita aderência.
    A sensação nessa hora é indescritível, meu mundo, literalmente, caiu!! Fiquei com tanto medo de não poder ser mãe!!! Graças a Deus, meu marido é meu melhor amigo, meu companheiro, meu parceiro e sempre esteve ao meu lado. Lá mesmo nessa clínica, eu ouvi duas pessoas conversando sobre um médico que era especialista em endometriose, não tive dúvida, perguntei o nome, pesquisei sobre ele e enfim agendei a consulta com ele “Dr. Edvaldo Cavalcante”...A primeira impressão é mesmo a que fica!!! Nos recebeu com muita tranquilidade, me ouviu, me examinou, analisou os resultados dos exames e conversou conosco nos passando muita confiança. Não tínhamos opção, eu tinha que ser operada! Fizemos o restante dos exames que ele solicitou, sua secretária agilizou a parte do convênio e conseguimos autorizar a parte do hospital pelo meu convênio, ficando assim a parte dos médicos para pagar, sim médicos, por que deveria entrar um médico especialista em intestino e o anestesista. O valor da cirurgia assusta no primeiro momento, fizemos muitos esforços para conseguir esse valor e pagar a cirurgia, mas valeu a pena e vale mesmo a pena!!! A cirurgia foi um sucesso!! O Dr. Edvaldo gravou e me entregou os DVDs com a gravação, o que me passou mais confiança ainda!! Nunca havia visto isso!! Um médico que grava e entrega ao paciente tudo o que aconteceu na sua cirurgia!! Adorei!! Fiquei mais tranquila ainda, quando vi que meu ovário ainda estava lá, quando vi todo o cuidado que o Dr. Edvaldo e o Dr. Gabriel tiveram com meu único ovário e como foram minuciosos e cuidadosos na hora da retirada dos nódulos, das aderências (que eram muitas) e dos focos de endometriose. Já vi, já revi tantas vezes essas cirurgia que sei cada passo dela...rsrs
    Tive uma hospedagem excepcional no Hospital Santa Paula, antes da cirurgia o Dr. Edvaldo foi em meu quarto e explicou detalhadamente o meu problema ao meus familiares e amigos que lá estavam, teve muito carinho e paciência respondendo todas as perguntas que eles fizeram.. Todos ficaram encantados com ele!! Após a cirurgia ele fez o mesmo...Muito cansado e abatido pelas quase 5 horas de cirurgia, ele foi lá e posicionou, em detalhes, como havia sido a cirurgia. 
    Hoje, 12.11.12, após 07 meses de cirurgia, estou sem NENHUM sintoma!! Não tenho cólicas, não tenho dor da relação e estou sem cistos!!! Estou fazendo um tratamento de fertilidade, pois fiquei com a tuba entupida por causa da aderência, mas o mais importante é que estou saudável e OVULANDO!!
    Obrigada Dr. Edvaldo!! O senhor é, e sempre será muito importante na minha vida!! 
    Obrigada por tudo!! O senhor trouxe minha saúde de volta e ainda me permitiu ter a possibilidade de engravidar um dia...Estou muito confiante que tudo dará certo!! Até agora, durante o tratamento de fertilidade, está indo tudo muito bem e logo estarei aí...grávida...para o senhor me acompanhar!!
    Obrigada ao meu marido, Julio Cesar, por estar sempre ao meu lado, me ajudar em tudo, pela paciência, pela parceria, pelo seu amor, pelas suas atitudes e pelo seu otimismo...sem você eu não conseguiria!! Como você sempre diz "Estamos juntos!!".
    fechar!
  • Dalila Amorim, 29 anos - Advogada.

    Em um final de semana de feriado prolongado em família tinha tudo para ser perfeito, mas não foi. Senti uma forte dor abdominal e fui parar no hospital. Em três hospitais distintos, por incrível que pareça me deram o diagnóstico de intoxicaç&at ...
    Em um final de semana de feriado prolongado em família tinha tudo para ser perfeito, mas não foi. Senti uma forte dor abdominal e fui parar no hospital. Em três hospitais distintos, por incrível que pareça me deram o diagnóstico de intoxicação alimentar e gases. Não convencida, retornei para o pronto-socorro e pedi o atendimento com um ginecologista.
    Ao realizar o endovarginal foi me dito que poderia ser um cisto endometriótico, mas sem me dar maiores informações. Marquei com uma ginecologista que me pediu vários exames e descobri que tinha endometriose. Detalhe nunca senti nenhum sintoma até descobrir a doença. Ela me indicou o uso de anticoncepcional contínuo para tentar diminuí-lo.
    Passados 3 meses, o cisto, após um exame mal feito pelo laboratório (descobri só 1 mês depois, quando realizei novo exame) que dizia que meu cisto estava com 11 cm. Desesperadamente liguei para médica que disse que era caso de cirurgia e que deveria procurar um outro médico.
    Aí sim começou o desespero. Muitos médicos despreparados me dizendo barbaridades que teria que tirar o útero, diante da lesão no intestino e com cirurgia aberta, ou teria que fazer u ma fertilização in vitro. O outro me disse que me operaria em 40 minutos (já determinando o tempo. Só para informar, minha cirurgia foi realizada em aproximadamente 5 horas).
    Desesperador! Até que após ligar em vários médicos do convênio, descobri o Dr. Edvaldo. Marquei a consulta e no mesmo dia com vários exames ele me explicou tudo sobre a doença, me examinou (algo que ainda não havia acontecido em nenhuma consulta) e solicitou mais exames.
    Depois não teve jeito, tive que tomar coragem e encarar a cirurgia (sou medrosa com o desconhecido e corajosa para enfrentar o necessário). E para minha felicidade todo o procedimento foi muito tranquilo.
    O pós operatório é ruim nos 3 primeiros dias, mas depois fiquei muito bem, com poucas limitações na primeira semana. Voltei ao trabalho 15 dias após e parece que nada aconteceu e que minha vida voltou ao normal, já que tudo estava girando em torno disso.
    Agradeço ao meu querido marido Rodrigo que tanto me ajudou em todos os sentidos, meus pais, amigos, a Kênia (secretária psicóloga) e ao competente Dr. Edvaldo que me acalmou todas as vezes que me viu chorando e preocupada.
    Agora, depois de tudo, não sinto dores, e continuarei meu acompanhamento da doença, e também para tentar engravidar em breve. Conclusão, se o seu caso só será resolvido por cirurgia, vá em frente, o médico especialista, assim como o Dr. Edvaldo, é mais que importante nesse momento.
    fechar!
  • Elisabete Gaspar - Praia Grande - SP

    Sempre tive muitas cólicas nos períodos menstruais, mas pensava ser normal, inclusive ouvi isso de vários ginecologistas.
    As dores começaram por volta dos 17 anos de idade e só fui diagnostica aos 27 anos. Neste período foi onde o pesa ...
    Sempre tive muitas cólicas nos períodos menstruais, mas pensava ser normal, inclusive ouvi isso de vários ginecologistas.
    As dores começaram por volta dos 17 anos de idade e só fui diagnostica aos 27 anos. Neste período foi onde o pesadelo começou, fui submetida a uma cirurgia de emergência devido a um cisto de ovário e só então fiquei sabendo que tinha endometriose.
    Comecei então a tomar zoladex, uma injeção q induz a uma menopausa medicamentosa, segundo o ginecologista que me tratava na época, dizia que eu ficaria boa, “iria sarar”.
    Leigo engano, passando o efeito das injeções, o inferno começou, dores e mais dores, não tinha mais vida social e muito menos profissional, foi então que fiz a segunda cirurgia e após 13 dias, as dores estavam lá novamente. Pensei que estava louca, inclusive ouvi dos médicos que aquela dor era psicológica.
    Foi então que pesquisando na internet encontrei o Gapendi “grupo de apoio para portadoras de endometriose” e por indicações das moderadoras do grupo, que também são pacientes do Dr. Edvaldo, resolvi marcar uma consulta.
    Cheguei ao consultório desanimada, amedrontada e muito triste. Para minha felicidade encontrei um médico espetacular, extremamente competente, que ouviu todas as minhas queixas com muita calma e serenidade. Ele realmente acreditava nas minhas dores, eu não era louca e nem manhosa. Já ouvi isso algumas vezes. Logo em seguid, ele pediu alguns exames e fechou o diagnostico endometriose profunda com comprometimento intestinal.
    No dia 29/07/2013, fui submetida a minha terceira cirurgia com duração de 6 horas. Esta cirurgia foi grande, dei bastante trabalho para Dr. Edvaldo e sua equipe. Tanto eu como minha mãe recebemos todo o amparo e assistência do Dr. Edvaldo, médico dedicado, extremamente humano e competente.
    Todos os dias durante minha internação, ele me visitava no hospital como também me ligava todas as noites para saber como eu estava, se eu estava sendo bem atendida e tudo mais.
    Sem duvida nenhuma, valeu a pena todo o sacrifico de ir para São Paulo me tratar com esse médico maravilhoso, que para mim, foi um anjo que Deus colocou no meu caminho.
    Agradeço do fundo do meu coração ao Dr. Edvaldo pelo carinho e atenção comigo durante todo o processo de tratamento até a cirurgia, profissional extremamente competente e acima de tudo humano. 
    Quero agradecer também toda sua equipe em especial ao Dr.Gabriel e a Kênia, super secretaria Dr Edvaldo sempre muito gentil e carinhosa comigo. 
    Que Deus abençoe! Muito obrigada.
    fechar!
Para deixar seu depoimento é necessário concordar com o regulamento abaixo.

Regulamento:

Li e aceito os termos